Como montar um plano de negócios? Confira os primeiros passos!

4 minutos para ler

Todo empreendedor que quer aprender como montar um plano de negócios precisa entender por que ele é importante. Trata-se de uma ferramenta que orienta as ações para colocar o negócio de pé de forma organizada e segura, de acordo com várias características.

Imagine montar uma pizzaria e alugar um espaço sem forno. Impraticável, não é? Mas essa estratégia vai muito além, ajudando a pensar em como investir adequadamente no nicho escolhido, como explorar as tendências de mercado, aplicar inovações, entre outras ações importantes.

O empreendedor precisa analisar detalhes como a demanda do setor, tipos de produtos disponíveis, concorrência, fornecedores e, de forma geral, os pontos fortes e negativos do negócio. Veja a seguir alguns passos fundamentais de como montar um plano de negócios!

Análise de mercado

A análise de mercado é fundamental para iniciar o seu plano de negócios, porque mostra os principais aspectos do setor. Esse passo envolve três pontos.

O primeiro deles é a segmentação de público, onde você consegue identificar qual é o perfil dos clientes para o nicho escolhido. Conhecê-los ajuda a montar as melhores estratégias para o sucesso. Para isso, crie perguntas que levem ao seu público ideal e faça pesquisas de campo.

Outro ponto é a análise da concorrência. Verifique como se comportam os negócios que atendem ao mesmo nicho na região escolhida. Os insights ajudam a validar a ideia e ainda entender se há espaço para o seu empreendimento, bem como planejar os seus diferenciais.

Se você optar por um nicho que permita trabalho home office, pode avaliar as empresas digitais que atuam no segmento.

O terceiro ponto é a questão dos fornecedores. É importante elencar quem será responsável por fornecer os insumos para o empreendimento. No plano de negócios, ter uma lista antecipada ajuda a calcular os custos e selecionar os melhores parceiros de acordo com preços e prazos.

Viabilidade da ideia

A partir da análise de mercado, é possível compreender a viabilidade da empresa, que é essencial para garantir o seu sucesso. Essa é uma tarefa complexa que inclui vários pontos, como produto, mercado, finanças e potencial de crescimento — mas é muito importante para quem quer aprender como montar um plano de negócios.

Para testar o produto, você precisa verificar o seu valor para os consumidores, ou seja, quais são os diferenciais, como ele é produzido e a toda a sua concepção. É importante ter um protótipo e testar sua aceitação com o público.

Isso também ajuda a entender o valor de mercado, mostrando se há uma amostragem mínima de potenciais clientes. No plano, inclua a forma como você pretende atingir o mercado e os argumentos de venda.

Com garantia de público, é possível entender a viabilidade financeira e o potencial de crescimento, pois os custos precisam se pagar e gerar lucro. Ou seja, os testes de viabilidade estão conectados entre si, gerando compreensão sobre o mercado.

Estratégias de negócio

Com a ideia validada, chega a hora de montar as estratégias do negócio. Isso inclui questões como plano financeiro, de marketing e operacional.

No plano financeiro, você precisa identificar como será a captação de recursos para o projeto. Ela pode ser feita a partir de financiamentos, investimentos, recursos próprios, entre outras formas.

Além disso, deve listar os gastos e investimentos. Verifique tudo o que precisa para começar o negócio, como a matéria-prima, equipamentos, insumos digitais e salários de funcionários.

Já no plano de marketing, avalie quais serão as estratégias de divulgação da empresa, desde aspectos da decoração a anúncios físicos e digitais. Lembre-se de que aqui também será necessário investir!

Por fim, o plano operacional inclui os aspectos que caracterizam o funcionamento prático do negócio: tempo para o processo de venda, quantidade de funcionários, produtividade dos equipamentos, capacidade de estocagem, prazos de entrega, entre outros.

Essas são algumas dicas de como montar um plano de negócios. Algumas etapas podem ser mais ou menos complicadas de acordo com o modelo do seu negócio.

No modelo de franquias, por exemplo, muitas delas já ficam disponíveis pela marca, sendo um formato com vários benefícios para o empreendedor. Que tal descobrir como escolher a franquia ideal?

Você também pode gostar

Deixe um comentário